Close

PEREGRINAÇÕES DE MAIO

PEREGRINAÇÕES DE MAIO

Já quase findando o belo e perfumado mês de MAIO, mês celeste dedicado à Santíssima Virgem Maria, e também no qual celebramos a taumaturga Santa Rita de Cássia, nossa Paróquia está em festa, celebrando este abençoado mês com Missas, Novenas e peregrinações.

No rol da programação de nossa Paróquia, o Setor Missionário São João está realizando as peregrinações em honra de Nossa Senhora do Rosário de Fátima e de Santa Rita de Cássia.

Com tais peregrinações, assim como nas demais já realizadas, pretende-se fazer melhor conhecer os fundamentos católicos (tradição e doutrina) destas devoções de piedade popular muito querida dos nossos paroquianos, possibilitando assim uma bonita catequese, leia-se, um instrumento de evangelização.

NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DE FÁTIMA

A Imaculada Virgem Maria apareceu a três pastorinhos (Lúcia, Jacinta e Francisco), em Fátima (Portugal), a 13 de maio de 2017. Identificando-se como a Senhora do Rosário, a Mãe do Redentor pediu-lhes que rezassem o seu Rosário e que fizessem penitência. Ela também proclamou mensagens proféticas, pedindo orações pela conversão dos pecadores. Assim, em razão desta aparição, o povo passou a chamar a Mulher Vestida de Luz de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Muitos sinais da santa presença de Nossa Senhora naquele lugar (Fátima – Portugal) foi testemunhado pelo povo simples de Fátima. Entre esses sinais temos o chamado “Milagre do Sol”, assim denominado ao fenômeno no qual o sol ficou prateado, emitindo cores diversas, com muitos raios de luz, além de ter bailado no céu, à vista de todos. O fenômeno sobrenatural aconteceu a 13 de outubro de 2017. Entre os quase 100.000 fiéis que testemunharam o “Milagre do Sol” muitos deles ficaram curados de graves doenças. Passados mais de 100 anos desta milagrosa aparição, a devoção à Nossa Senhora do Rosário de Fátima espalhou-se pelo mundo inteiro, chegando a nossa cidade de Belém, onde é bastante cultuada. Também atualmente em pleno século XXI, muitos milagres continuam acontecendo por sua intercessão.

SANTA RITA DE CÁSSIA

Nascida em Margherita Lotti em 1381, desde criança sonhou em consagrar-se inteiramente a Deus. Contudo, veio a casar-se com Paulo Mancini (filho de um poderoso cavaleiro, Ferdinando Mancini), com quem teve dois filhos. Foi exemplo de esposa e mãe, seja em cuidados humanos, seja em cuidados espirituais, pois muito rezou pela conversão de sua família. Após a morte do marido (assassinado) e dos filhos (a pedido da própria Margherita à Deus para que não cometessem o pecado de vingar a morte do pai), ela pode, enfim, realizar seu sonho, ingressando na Ordem das Freiras Agostinianas, onde muito sofreu por causa de um estigma que milagrosamente lhe cravou a testa (um espinho), o qual exalava um mau odor. Mas, Santa Rita ofereceu a Deus todas as humilhações e dores. Antes de falecer, Santa Rita teve uma visão de Jesus e da Virgem Maria que a convidaram no Paraíso. De fato, a 22 de maio de 1457, uma freira viu a sua alma subir ao céu, acompanhada de Anjos, ao mesmo instante em que os sinos da igreja começaram a tocar sozinhos, enquanto um perfume suavíssimo se espalhou por todo o Mosteiro. Foi visto uma luz luminosa entrando na cela de Santa Rita… morria assim odor de santidade.

Que Nossa Senhora do Rosário de Fátima nos conceda graças abundantes; e que Santa Rita de Cassia interceda a Deus por nossos impossíveis.

Confira os registros das famílias que receberam as imagens em seus lares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *